Ir direto para menu de acessibilidade.
Acesse o Portal UFABC
Página inicial > Acessibilidade > Serviços e Recursos > Adaptação de Materiais
Início do conteúdo da página

Adaptação de Materiais

Alguns alunos com deficiência sensoriais poderão ter dificuldade de acesso a informações impressas, desenhadas no quadro ou mesmo ditas em sala de aula. Tais barreiras podem ser superadas  utilizando alguns recursos ou serviços.

Para alunos com deficiência visual, baixa visão ou cegueira que utilizam software de leitura de textos digitais, há a necessidade de verificar se os materiais para leitura disponibilizados pelos professores estão acessíveis. Algumas apostilas disponibilizadas no formato do Microsoft Word (.doc) ou PDF editável não precisam de muitas adaptações, apenas descrição de imagens, quando necessárias. Para livros e arquivos não editáveis, ou seja, arquivos que são “imagens de textos”, precisamos de um software de reconhecimento de caracteres (conhecidos como OCR - Optical Character Recognition) que reconhecerá e converterá a “imagem” em caracteres editáveis que são reconhecidos pelos softwares de leitura. Depois de convertido, o texto poderá ser lido e convertido em áudio e acessado pelo aluno. Nossos alunos cegos ou com deficiência visual lêem os livros com os ouvidos ao invés dos olhos e terão acesso como os demais!

Nem todos nossos alunos sabem utilizar esta tecnologia, muitos estão aprendendo ou tem um conhecimento intermediário e há diversos softwares no mercado. Estes softwares variam muito entre si, há softwares com mais ou menos funcionalidades, mas todos reconhecem o formato eletrônico de caracteres salvos em TXT do qual disponibilizados através do projeto Biblioteca Digital Acessível.

A Biblioteca Digital Acessível é um Projeto da Monitoria Inclusiva que oferece o serviço de digitalização das obras e disponibilização no formato digital aos alunos que utilizam os softwares de voz. Este é um processo trabalhoso que demanda atenção e vem sendo aprimorado a cada ano. Atualmente temos uma “linha de produção” que faz esta conversão para que os alunos com deficiência tenham acesso ao mesmo material que os alunos sem deficiência. Há algumas dificuldades, como por exemplo:

  • Cópias digitais não editáveis disponibilizadas de baixa qualidade que podem ser convertidas com muitos erros de reconhecimento que necessitam de correção humana.
  • Bibliografia utilizada diferente da ementa ou que são informadas em um curto período para conversão.
  • Bibliografias não disponibilizada pela Biblioteca da UFABC ou que são de difícil acesso.
  • Bibliografia com muitas imagens ou “fórmulas” específicas demandam maior tempo.

Existem adaptações em relevo para materiais, como por exemplo: gráficos, mapas, organogramas, fluxogramas, fórmulas, dentre outros. Tanto para a melhor compreensão como material para consulta, as adaptações em relevo contribuem para o acesso ao conteúdo da disciplina.

Na UFABC adquirimos equipamentos e insumos para a produção em baixo custo destes materiais. Temos uma parceria ainda informal com o Instituto Benjamin Constant e a Fundação Dorina Nowill para Cegos que tem nos auxiliado na elaboração e confecção de tais materiais. Tivemos a oportunidade de trocar experiências com estas instituições e outras universidades federais  para buscar estratégias de baixo custo e de simples execução. Há estratégias de desenho em relevo que são feitos em papel sulfite, caneta e EVA.

Gostaria de conhecer estes recursos? Marque uma visita no Núcleo de Acessibilidade da UFABC e conheça de perto.

Registrado em: Acessibilidade
Fim do conteúdo da página